ACESSAR MEU PERFIL
CLIQUE AQUI PARA SE CADASTRAR ENTRAR COM FACEBOOK

Solicitar uma nova senha

É hora de fazer a rematrícula e, além do agendamento das mensalidades para o próximo ano, as escolas já aproveitam a oportunidade para entregar aos pais listas extensas de materiais escolares e livros que devem ser adquiridos para o próximo ano letivo.

É sabido que a compra de material escolar impacta diretamente no orçamento de final de ano, por isso, depende de planejamento e organização. Quem já fez a matrícula, mas ainda não se planejou com a compra dos materiais escolares, vive um pesadelo extra e precisa lidar com a situação com inteligência para evitar gastos extras no orçamento.

Se este é o seu caso, fique tranquilo! Nós separamos algumas dicas especiais para quem deixou essa tarefa para a última hora e não quer cair em nenhuma cilada. Confira!

Faça compras em grupo

Juntar os pais dos colegas dos seus filhos e fazer uma única compra pode gerar bons descontos. “Parece complexo, mas a compra em grandes volumes dá maior poder de barganha”, explica Luiz Correia Pereira, planejador financeiro pessoal. Essa estratégia funciona, inclusive, na compra direta de livros em editoras. Vale a pena tentar!

Use do bom e velho escambo

Tem um vizinho que acabou de cursar a série para a qual o seu filho passou? Que tal aproveitar alguns livros? A troca pode ser produtiva e uma aliada das finanças. Vale também pesquisar em sebos e reutilizar materiais do ano anterior que ainda estejam em bom estado, como lápis de cor, borracha, apontador — esses itens têm vida longa na escola!

Além de economizar você vai estar fazendo uma favor para o meio ambiente e dando exemplo de sustentabilidade para o seu filho.

Pesquise sempre

A internet é uma grande aliada para essa tarefa, mas não fique refém apenas dela. Vale a pena ir até as lojas físicas para conferir se os preços permanecem os mesmos. Em muitos casos, a diferença compensa. Além disso, é possível negociar descontos nos pagamentos à vista diretamente com o vendedor e o gerente.

Deixe as crianças em casa

Lápis do Batman, caderno com capa dos Vingadores e estojo da Frozen. Parecem gastos inofensivos, mas os produtos licenciados tendem a ser mais caros que os demais. Por isso, na hora de ir às compras, deixe as crianças em casa. Isso vai ajudar a não levar itens mais caros sem necessidade. “Esses produtos da moda têm apelo emocional e os pais acabam cedendo”, conta Pereira.

Abra mão de alguma coisa

Se você não se planejou e vai ter que lidar com esse custo extra, é a hora de cortar algum gasto para a conta não pesar. Pode ser aquela cinema no final de semana ou adiar a compra daquele eletrodoméstico que você queria tanto. “Mesmo se a compra for feita a prazo, não esqueça que o cartão de crédito também é uma dívida”, alerta o planejador.

Os gastos nesta época do ano são muito maiores, por isso todo cuidado é pouco. Com planejamento e autocontrole você economiza e evita começar o novo ano com dívidas.

Coloque tudo na ponta do lápis

Agora é o momento colocar todos os gastos que você terá na ponta do lápis e se preparar para começar 2020 com uma reserva financeira. Assim, você no mês de volta as aulas – mês recheado de impostos – com tudo organizado. “Planejamento não depende de renda, o primeiro passo é fazer uma fotografia de todos os seus gastos e ver o que pode ser reduzido”.

Não é nada complexo: basta só anotar tudo o que tem levado seu rico dinheirinho embora e analisar o que pode ser eliminado ou diminuído. Lembre-se de que é mais trabalhoso pagar o aluguel com um dinheiro que você não tem do que perder alguns minutinhos para melhorar sua saúde financeira.

Faça a lista e siga ela fielmente

Um dos erros de alguns pais na hora de fazer a compra de material escolar é não seguir fielmente a lista fornecida pela instituição de ensino. Ainda, há aqueles casos em que os pais querem aproveitar e comprar materiais extras que podem ser necessários ao longo do ano.

Não caia nisso! Compre apenas o que estiver na sua lista e evite gastos extras nesse momento do ano. Os preços dos materiais são mais altos neste período, por isso, nada de fazer “estoque” de materiais. Se for necessário, você compra mais ao longo do ano letivo!

Pague à vista e negocie descontos

O pagamento à vista permite que você negocie os valores dos produtos, conseguindo um bom desconto no valor total das suas compras. Optar por essa modalidade de pagamento é sempre uma boa ideia.

Por isso, se você tiver uma reserva financeira e puder comprar à vista, faça!

Não ligue para personagens

Mochila dos Minions, estojo da Frozen, lancheira dos Vingadores, caderno da LOL. Se você fizer um breve comparativo entre os preços de produtos licenciados versus os preços de produtos sem personagens famosos, verá que a diferença é muito grande.

Levar estes itens de personagens de filmes e animações pode ser sinônimo de gastos muito mais expressivos no seu orçamento e, no fim das contas, eles não tem nenhum diferencial prático na rotina escolar das crianças. Por isso, evite gastar com itens licenciados e economize o seu dinheiro.

Como você pode ver, é possível economizar nas suas compras de material escolar. Com planejamento, pesquisa de preços e uma boa lista em mãos você pode encontrar excelentes oportunidades de preço, mesmo se tiver deixado as suas compras para a última hora.

Lembre-se de não levar o seu filho junto quando for fazer as compras escolares, o apelo aos produtos de personagens acaba atraindo o interesse das crianças, que insistem na hora de escolher os seus materiais e acabam contribuindo para que os pais gastarem além do orçamento, sendo assim, não é muito produtivo levar as crianças para as compras!

Você gostou deste artigo sobre compra do material escolar e tem dicas sobre o assunto? Então compartilhe a sua opinião, deixando um comentário no post.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários, não expressando, assim, a opinião do Como Investir. Para mais informações, consulte os Termos e Condições de Uso.