ACESSAR MEU PERFIL
CLIQUE AQUI PARA SE CADASTRAR ENTRAR COM FACEBOOK

Solicitar uma nova senha

Parece brincadeira, mas é verdade: 2018 está quase acabando! E com o fim do ano estão chegando as festas, as férias… e as contas.

Se você quer começar 2019 com o pé direito, precisa dar um jeito de terminar 2018 bem. Para botar essa ideia em prática, é hora de exercitar seu poder de planejamento! Dá para fazer muita coisa bacana e ainda virar o ano no azul.


Adeeeus ano veeelho, feliiiz ano nooovo.
Aliás, por que não transformar esse réveillon na sua virada financeira? Confira, passo a passo, como planejar seu fim de ano agora mesmo:

Comece logo!

Já é outubro, mas ainda dá tempo de chegar ao fim do ano com as contas em ordem. Comece agora mesmo. Aproveite que a segunda parcela do 13º salário ainda está por vir e planeje como utilizar esse dinheiro extra para ficar com os bolsos mais folgados. É hora de listar o que você pretende ou precisa comprar – e verificar se tudo isso vai caber no seu orçamento.

Primeiro, as dívidas

Uma opção para as rendas extras que tiver no fim do ano é tentar quitar dívidas que você tem em aberto – esteja certo de que, durante o ano novo, vai agradecer por ter feito isso. Se precisar escolher entre mais do que um débito, opte pelos que envolvem juros mais elevados, como cheque especial e rotativo do cartão de crédito. Passar a virada sem esse peso não tem preço!

Depois, as contas

Lembre-se de que o ano termina, mas suas contas, não. Os primeiros meses do ano novo costumam ser pesados, porque há um acúmulo de impostos (IPTU, IPVA) e outras compras inadiáveis para pagar – como o material escolar das crianças. Então, antes de se jogar nas festas de ano novo, tenha a certeza de que reservou o suficiente para esses gastos. É melhor diminuir o tamanho das comemorações e assegurar os pagamentos obrigatórios do que ter de sair correndo atrás de dinheiro em janeiro, quando um monte de gente ainda estará curtindo merecidos dias de descanso.

Agora sim, estabeleça outras prioridades

Resolvido o que é fundamental, é hora de pensar nos seus desejos de fim de ano. O primeiro passo é definir quais serão suas prioridades para essa época. Você quer dar bons presentes para toda a família? Ou preferirá gastar um pouco mais com uma viagem de férias? De carro ou de avião, dentro do Brasil ou para o exterior? E a ceia de Natal, vai ser na sua casa? Vai dar para escolher mais do que uma opção? Quando tiver certeza do que quer, parta para a fase de viabilizar o plano.

De onde virá o dinheiro?

Em geral, as pessoas gastam mais no fim do ano – mas também podem ter algumas fontes de renda adicionais. E não é só do 13º salário que falamos. Dá para produzir artigos de presente para vender na família, por exemplo. Dá para prestar pequenos serviços dentro da sua área de atuação ou algo que você não faz no dia a dia, mas leva jeito. Fora isso, seus ganhos habituais também devem ser mantidos. Então, faça as contas de com quanto dinheiro você poderá contar. É a partir daí que você poderá estimar com mais clareza no que vai gastá-lo.

Investir ou não investir?

Reserve um lugar especial para o dinheiro que vai bancar seu fim de ano. Mesmo que seja por pouco tempo – um ou dois meses – vale a pena procurar algum investimento de curto prazo onde você possa aplicá-lo. Lembre-se que o prazo curto limita suas opções. Aplicações que envolvam risco de mercado (como ações) não costumam ser indicadas para esse tipo de situação. Também se assegure de escolher um investimento sem prazo de carência ou multa por resgate antecipado. Algumas opções possíveis são papéis de bancos (como CDBs) com vencimento no curto prazo.

LEIA MAIS

Planeje suas finanças para tirar um ano sabático.

Investindo a curto e médio prazo: as melhores opções.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários, não expressando, assim, a opinião do Como Investir. Para mais informações, consulte os Termos e Condições de Uso.