ACESSAR MEU PERFIL
CLIQUE AQUI PARA SE CADASTRAR ENTRAR COM FACEBOOK

Solicitar uma nova senha

Ao investir em uma aplicação financeira, você sempre vai se deparar com um indicador. Pode ser o CDI (taxa referencial para investimentos de renda fixa conservadores) ou a tão falada Selic (taxa básica de juros da economia). Seja qual for o nome ou sigla, o mais importante é conhecer os indicadores de mercado, afinal a variação desses índices servirá de parâmetro para avaliar quanto seu dinheiro está rendendo em um investimento.

Aqui vamos falar do IMA, sigla para Índice de Mercado ANBIMA. Como você pode imaginar, o IMA é calculado pela ANBIMA. Na prática, ele consiste em um conjunto de índices calculados diariamente com base na carteira de títulos públicos federais em mercado. No Brasil, os títulos do Tesouro Nacional representam a maior parcela do segmento de renda fixa.

Por isso, essa família conhecida como IMA serve como referência (benchmark, no jargão do mercado) para aplicações de renda fixa. Ou seja, os índices IMA são utilizados como indicadores de referência de fundos que compram ativos de renda fixa, mas também são usados na comparação da rentabilidade de outros tipos de investimentos.

Quem faz parte da família

O nome é curto, mas a família não é tão pequena. Principal membro, o IMA-Geral possui uma carteira formada pelos principais títulos públicos federais, o que faz com que ele represente a evolução desse segmento do mercado de renda fixa.

 

A família IMA toda reunida

Além do IMA-Geral, há subíndices para os diferentes indexadores dos títulos públicos. Xi, complicou? Calma! Vamos à composição dessa família:

Além desses quatro subíndices, a família IMA contém outros referenciais, também divulgados diariamente:

Revisão frequente

A composição das carteiras teóricas que servem como base para o cálculo dos índices da família IMA é revista mensalmente. Isso porque podem ocorrer mudanças no estoque de títulos públicos federais em mercado. Assim, garante-se a representatividade de cada indicador.

A ANBIMA publica diariamente os índices e suas variações percentuais. Para acompanhá-los, basta acessar o site.

 

VEJA TAMBÉM:

O Ibovespa e você: como ela afeta suas finanças?

Selic caiu: ainda vale a pena investir na poupança?

Seja o primeiro a comentar

Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários, não expressando, assim, a opinião do Como Investir. Para mais informações, consulte os Termos e Condições de Uso.