ACESSAR MEU PERFIL
CLIQUE AQUI PARA SE CADASTRAR ENTRAR COM FACEBOOK

Solicitar uma nova senha

Uma vida feliz leva a melhores decisões de investimento? O que devo fazer para, no presente, montar meu patrimônio futuro e realizar sonhos? Esses foram alguns temas discutidos no seminário “Como Investir”, organizado no fim de abril pela ANBIMA, que mantém o Como Investir. O bate-papo reuniu o professor e consultor financeiro Gustavo Cerbasi e a fundadora da Comunidade Zen-budista do Brasil, Monja Coen. Confira a seguir dicas preciosas que os especialistas deram na apresentação:

Riqueza no futuro depende da riqueza no presente

Muitas pessoas constroem seus patrimônios às custas de muito sacrifício e de um tempo além do saudável no ambiente de trabalho. Para sermos pessoas mais ricas no futuro, é fundamental trabalharmos a riqueza presente: mais tempo com a família, com os filhos, mais momentos de lazer e cuidados com a saúde. Isso não apenas leva à construção de uma carreira mais produtiva e rentável, como à formação de um patrimônio de forma mais saudável.

A importância das escolhas

A construção de um patrimônio para o futuro depende de boas ou más escolhas que fazemos no momento presente. Um exemplo clássico é o hábito dos brasileiros em fazer compras a prazo no cartão de crédito. Essas diversas compras parceladas, quando somadas, engessam o orçamento, diminuindo a capacidade da pessoa de poupar ou investir. A vida financeira se desequilibra.

Viva uma vida mais simples

É normal que as pessoas, ao longo do tempo, ajustem seu estilo de vida aos salários crescentes – ou seja, quanto mais o salário cresce, mais os gastos crescem. Fuja dessa armadilha. A dica é montar um orçamento sempre abaixo de sua remuneração. Aposte em custos fixos mais baixos (aluguel, TV a cabo etc.) e não abra mão de atividades que te dão prazer (como um cinema ou restaurante, por exemplo). Se em algum mês você tiver gastos com imprevistos, como um carro quebrado, será muito mais fácil adaptar o orçamento cortando um ou dois jantares fora. O estilo de vida precisa, necessariamente, ser mais simples para a pessoa ser rica tanto em concretizações (poupança, investimentos) quanto em experiências (lazer, cuidados pessoais).

Em vez de consumir, compartilhe

O consumismo é uma palavra que sai de moda. Hoje, liderado pelas novas gerações, esse modelo baseado na posse de bens está cada vez mais sendo substituído por conceitos como “acesso” e “compartilhamento”. Isso trará novo vigor para o mundo das finanças, abrindo espaço para as pessoas pouparem mais e fazerem mais investimentos.

Comece com uma reserva

Qualquer plano de investimento começa com uma reserva financeira, aquele dinheiro usado para lidar com imprevistos e oportunidades. Com uma reserva montada, é hora de fazer planos para o futuro, como o dinheiro para a aposentadoria. Só depois que esses dois elementos estiverem equacionados é que chega o momento de criar planos para concretizar sonhos (uma viagem de volta ao mundo, um MBA etc.). Quanto mais prazo você tiver para realizar os sonhos, mais riscos poderá assumir.

Defina o seu perfil

Inteligência financeira é a capacidade de fazer boas escolhas com o dinheiro, incluindo investimentos. Fazer as escolhas corretas, entretanto, exige autoconhecimento. Como você se planeja? Você costuma poupar? Quais suas dificuldades em lidar com o dinheiro? As respostas para essas perguntam trazem elementos que ajudam você a determinar a carteira de investimentos mais adequada para o seu perfil.

Pense alto. Mas não tenha pressa

Coloque seus sonhos no papel e calcule o quanto de dinheiro será preciso para realizá-los. Se algo parece muito ambicioso, postergue por mais alguns meses ou anos. Mas coloque esse objetivo na ponta do lápis para saber, baseado no seu ritmo de poupança atual, quanto tempo será preciso para juntar aquele dinheiro.

Leia também:

Qual o valor mínimo para começar a investir?

Pague primeiro a si mesmo. Mas como?

Seja o primeiro a comentar

Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários, não expressando, assim, a opinião do Como Investir. Para mais informações, consulte os Termos e Condições de Uso.