ACESSAR MEU PERFIL
CLIQUE AQUI PARA SE CADASTRAR ENTRAR COM FACEBOOK

Solicitar uma nova senha

Nesta página, nós respondemos as perguntas mais recorrentes sobre o Fundo Garantidor de Crédito (FGC), um mecanismo que foi criado para proteger o seu dinheiro.

O que é?

O Fundo Garantidor de Crédito (FGC) é uma associação civil sem fins lucrativos que tem como objetivo prestar garantia de créditos aos clientes das instituições participantes do fundo.

Quais são as instituições participantes?

Você encontra a lista completa de instituições participantes no site do FGC.

Por que o FGC existe?

O FGC é um mecanismo de segurança do mercado que protege os investidores para aumentar a segurança no sistema financeiro. Ele existe para minimizar o risco de crédito, resguardando os investidores da eventual falência das instituições. Além disso, é uma ferramenta para proteger o mercado de riscos sistêmicos, que poderiam ser causados caso quebras de instituições gerassem uma corrida bancária, por exemplo. Com o investidor estando mais seguro, o sistema também estará.

Quais investimentos são segurados?

Não são apenas os investimentos que estão cobertos pelo FGC. Alguns outros tipos de depósitos também têm cobertura. Você encontra a lista completa de operações seguradas no site do FGC. A seguir, você pode conferir a lista de aplicações seguradas:

HÁ LIMITE DE COBERTURA?

Sim! O limite por CPF ou CNPJ é de 250 mil reais por instituição participante, mas com um teto de R$ 1 milhão por investidor e com validade de 4 anos. Isso quer dizer que, para que seu dinheiro esteja totalmente coberto pelo FGC, você não deve manter mais que 250 mil reais numa mesma instituição, investido pelo mesmo CPF ou CNPJ. Após quatro anos, o teto é restabelecido.

Se você tiver um valor maior do que esse e desejar escolher investimentos cobertos pelo FGC, selecione mais de uma instituição participante e divida seu dinheiro entre investimentos de diferentes instituições.

Mais sobre esse assunto

Seja o primeiro a comentar

Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários, não expressando, assim, a opinião do Como Investir. Para mais informações, consulte os Termos e Condições de Uso.