ACESSAR MEU PERFIL
CLIQUE AQUI PARA SE CADASTRAR ENTRAR COM FACEBOOK

Solicitar uma nova senha

Todo mundo está sujeito a imprevistos  mesmo com renda fixa. Pode ser um problema de saúde ou até a oportunidade irrecusável de fazer um curso. Para não ser pego de surpresa, o ideal seria ter uma reserva financeira ou seja, um dinheiro aplicado que você possa resgatar naquele momento de necessidade.

Especialistas recomendam aplicar esse recurso em investimentos de renda fixa conservadores, de baixo risco e pós-fixados, ou seja, que a rentabilidade seja superior à inflação. Dessa maneira, você não perde seu poder de compra.

Mas afinal, quais são as modalidades de investimento com essas características?
Existem algumas opções, como fundos de renda fixa, CDB com liquidez diária – o que te dará facilidade para resgatar o dinheiro a qualquer momento e Tesouro Selic, título público que pode ser comprado pelo Tesouro Direto. Elas são diferentes entre si, mas neste texto vamos falar como os fundos de renda fixa podem ser instrumentos interessantes para você montar sua reserva financeira.

Fundos de renda fixa
Como o próprio nome diz, os fundos de renda fixa são aqueles que buscam retorno por meio de investimentos em ativos de renda fixa, como títulos públicos federais, CDB, LCI (Letra de Crédito Imobiliário) e LCA (Letra de Crédito do Agronegócio), debêntures, entre outros. Há diversos tipos de fundos de renda fixa, conforme pode ser visto na classificação da ANBIMA.

Entre eles estão os chamados fundos indexados. O objetivo é seguir as variações de indicadores de referência no mercado de renda fixa, como a taxa DI, que normalmente acompanha um valor próximo à Selic, atualmente em 6,5% ao ano. Esses fundos podem ser bons aliados para formar uma reserva financeira.

Uma das principais razões para optar por fundos de renda fixa como reserva financeira, é que existem opções para todos os bolsos. Com apenas R$ 100, já é possível aplicar em um fundo. Basta pesquisar que você encontrará a opção mais adequada aos seus objetivos e perfil de risco.

Os fundos oferecem ajuda de gestores.
Outra vantagem desse tipo de investimento é poder contar com o auxílio de profissionais qualificados, experientes e autorizados pela CVM e pela ANBIMA para cuidar do seu dinheiro. Esse gestor precisa seguir um conjunto de regras que estão previstas no regulamento do fundo, trazendo mais segurança e tranquilidade para você, investidor.

Os fundos de renda fixa também são constantemente fiscalizados pela CVM e  ANBIMA, responsáveis por supervisionar todos os fundos de investimento.


“Ahhhh, como é bom saber que meu dinheiro está sendo bem aplicado.”
VEJA MAIS:
CRA é opção para diversificar investimentos em renda fixa
IMA: conheça o índice que acompanha o mercado de renda fixa/

Seja o primeiro a comentar

Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários, não expressando, assim, a opinião do Como Investir. Para mais informações, consulte os Termos e Condições de Uso.