ACESSAR MEU PERFIL
CLIQUE AQUI PARA SE CADASTRAR ENTRAR COM FACEBOOK

Solicitar uma nova senha

Oportunismo e pura maldade! Esses são os principais fatores por trás das fraudes financeiras, que encontram novas vítimas todos os dias. Por isso, pensando em nossos leitores, elaboramos este post especial para que você nunca caia em uma cilada!

O nosso objetivo é ensinar as maiores curiosidades no tema, explicando o que é uma fraude, quais os principais tipos e, principalmente, como você pode evitar essa situação. Então, pause o que está fazendo, prenda a sua atenção e descubra mais sobre esse ponto fundamental para a sua segurança e planejamento financeiro!

O que são as fraudes financeiras?

Golpe, cilada, engano, trapaça ou rasteira. Todas essas palavras remetem à mesma coisa quando tratamos de uma fraude: alguém cria um esquema, tão atraente como “promissor”. Com isso, a estratégia chama a atenção das pessoas para então, frustrar suas expectativas — geralmente, não entregando o que foi proposto, seja um produto, serviço, retorno ou afins.

No mundo financeiro, as fraudes costumam ser até mais elaboradas, pois é preciso encher a vítima de confiança para captar seu dinheiro. Por isso, é comum que esses golpes sejam envelopados em promessas mirabolantes, que apontam para retornos fantásticos e um universo de possibilidades.

Tecnicamente, uma fraude pode existir sob a forma da contratação de um serviço, em uma oferta de venda, em uma proposta de trabalho e até mesmo, no sentido mais prático das coisas, sob a forma de um estelionato, com o roubo da sua identidade e outras informações sensíveis.

Em todas essas situações, existem dois elementos básicos: a vítima e o golpista. Por isso, é tão importante entender esse tema e se manter atento às oportunidades que te cercam, agindo com cuidado e uma pitada de desconfiômetro — principalmente, quando algo parece bom demais para ser verdade!

Quais as principais fraudes financeiras?

Mas, agora, vamos ao miolo deste artigo. Aqui, reunimos as principais fraudes que já aconteceram — e ainda acontecem — no Brasil.

Pirâmide

Simplesmente, uma das modalidades mais conhecidas e escandalosas do universo financeiro. Após vários problemas, os esquemas de pirâmide tentaram se reinventar sob o nome do Marketing Multinível — como se a ideia de poucos níveis no topo e muitos abaixo não fosse, por si só, o desenho de uma pirâmide.

O que esse esquema faz é chamar a atenção das pessoas para a venda de produtos. No entanto, depois de participar — usando o seu dinheiro para a aquisição dos produtos —, você deve recrutar novas pessoas para fazerem o mesmo embaixo de você, ganhando comissão sobre a venda de todos os seus inferiores.

O problema da pirâmide é sua insustentabilidade matemática — quanto mais tarde se entra, mais difícil recrutar pessoas que recrutem pessoas que recrutem pessoas (etc.) para que a sua base cresça. Nesse sentido, evitar uma pirâmide é fácil:

Clonagem de cartão

Aqui, temos uma situação superinfeliz, pois a vítima nem aceitou sua participação. Essa fraude acontece quando informações confidenciais são expostas, com o sequestro de dados, ou por meio da clonagem propriamente dita.

Por certo tempo, estabelecimentos fraudulentos utilizavam máquinas com um acessório interno, que conseguia ler a fita magnética do cartão, armazenando suas informações críticas, assim como a senha cadastrada ao passar a compra.

Com isso, os golpistas ficavam livres para realizar compras — normalmente, de produtos digitais, que são menos rastreáveis e não são endereçados para um local físico. Felizmente, a popularização das empresas de maquininha modernizou o setor, dificultando a criação de soluções fraudulentas.

Ainda assim, eis as principais estratégias para combater esse golpe:

Golpes da web

Já aqui, temos uma situação bem generalista, sendo quase uma aula antivírus. Os golpes na web sempre oferecem um elemento de desejo, como uma rentabilidade explosiva com riscos inexistentes. Por isso, o melhor que você pode fazer é se ater às seguintes dicas:

Transações com criptomoedas

Querendo ou não, o segmento das criptomoedas ainda dará muito o que falar. No entanto, é importante que você não se deixe levar por propostas fantasiosas, oferecendo alta rentabilidade diária sem nenhum risco de investimento. Isso não existe.

Você quer investir em criptos? Para isso, pesquise na internet uma corretora com boa reputação, com tempo de mercado e que seja devidamente credenciada e regulamentada pela CVM. Aí, sim, você pode se sentir seguro em aportar seu dinheiro, mas sempre consciente de que as criptos estão entre os ativos mais voláteis do mercado, com altos e baixos sobre o preço.

Profissionais de investimentos fake

A maior decepção do universo financeiro. Pois veja, assim como um médico estelionatário pode colocar sua saúde em risco, um falso agente de investimentos pode afundar a sua vida financeira, sumindo com todo o seu dinheiro.

Por isso, é muito importante que se tenha calma no momento de selecionar o profissional com quem montará a sua carteira de investimentos. O primeiro passo é identificar o contexto em que esse agente está inserido, com as seguintes perguntas:

Mercado Forex

Por último e não menos importante, a febre das opções binárias. Basicamente, algumas plataformas aproveitam da tecnologia e da sede por retornos imediatos para transformar o essas operações em algo tão aleatório e não técnico quanto um cassino. Por que dizemos isso?

Bem, primeiro, se deve entender a questão das opções binárias. No software, você coloca dinheiro na sua conta e, então, o usa para operar índices, moedas, commodities e afins. O seu objetivo é apostar se o preço do ativo sobe ou desce nos próximos 60 segundos.

Se a sua aposta é certa, você reverte o dinheiro com uma alavancagem de 10 vezes. Se errar, você perde o dinheiro “investido”. Ainda que seja possível que empresas estruturem plataformas de opções binárias reais, vale notar que isso está longe de um investimento tradicional, fundamentado em uma decisão técnica e comprometida com o dinheiro. Literalmente, esse negócio parece mais uma aposta.

Já na maioria dos casos, as empresas Forex fizeram sua má fama como empresas fraudulentas que criavam plataformas que simulavam a realidade, mas adulteravam os resultados deliberadamente por uma programação prévia. Ou seja, dá-se ao investidor a impressão de que ele ganha algumas, mas ele perde muitas outras, de modo que a casa sempre sai ganhando — assim como os cassinos.

Como evitar golpes nos investimentos?

Encerramos este material com a resposta para a pergunta que não quer calar: como evitar golpes nos investimentos? Você deve ficar sempre assustado e desistir de investir? Não! Basta escolher instituições reconhecidas pela CVM como confiáveis para aplicar o seu dinheiro. Afinal, você precisa valorizar cada centavo colocado em bolsa, títulos, contratos ou afins, pois esse dinheiro é a manifestação do seu comprometimento com o seu futuro financeiro.

Sendo assim, evite propostas mirabolantes, corretoras não credenciadas ou pouco transparentes, em hipótese alguma deposite seu dinheiro em conta pessoal de alguém e dicas de pessoas aleatórias em fóruns de discussão e, simplesmente, jogue no lado seguro. Beba informação das melhores fontes do mercado, fontes oficiais como CVM e Banco Central, evitando ser vítima da ganância ou da falta de conhecimento.

Você gostou deste post esclarecendo as fraudes financeiras? Então, aproveite para espalhar isso com o mundo, conscientizando os seus amigos e colegas. Para tanto, é só compartilhar o post nas suas redes sociais!

Seja o primeiro a comentar

Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários, não expressando, assim, a opinião do Como Investir. Para mais informações, consulte os Termos e Condições de Uso.